Produtos

Impressoras 3D

Impressoras 3D: FDM, DLP, SLA e SLS.

Muito mais que máquinas, elas fazem parte da sua equipe.

Possuimos o maior portifólio de tecnologias de impressão 3D desktop do Brasil: FDM (deposição de material fundido), SLA Laser (Estereolitografia), DLP® (Processamento Digital de Luz), LFS® Low Force Stereolithography e SLS (Sinterização Seletiva a Laser).

Atualmente fornecemos Impressoras 3D para universidades, escolas, indústrias, empresas, governo, bureaus de impressão, pesquisadores, profissionais (engenheiros, arquitetos, designers proteticos, dentistas, médicos) com treinamentos realizados em todo o território nacional.

Ultimaker S3

brand

A nova Ultimaker S3 oferece desempenho de alta qualidade, pronto para compósitos – tudo com eficiência a partir do seu desktop.

Conheça já

Ultimaker S5

brand

Descubra a impressora 3D de mesa fácil de usar, com um grande volume de construção que fornece peças precisas e de nível industrial, repetidas vezes.

Conheça já

Ultimaker S5 Pro Bundle

brand

A Ultimaker S5 Pro Bundle transforma seu fluxo de trabalho de impressão 3D – com manuseio automático de material, filtragem eficiente do ar e controle de umidade do filamento.

Conheça já
Impressora 3D Form 3 Formlabs

Form 3

brand

Impressora 3D SLA desktop conhecida pela qualidade a nível industrial, com grande variedade de materiais resistentes.

Conheça já

ZMorph VX

brand

Impressora 3D FDM conhecida pelas inúmeras funções, desde a manufatura aditiva até gravação a laser.

Conheça já

XYZ Da Vinci PRO 1.0

brand

Impressora 3D de classe profissional que oferece suporte à impressão com filamento plástico de terceiros.

Conheça já

Impressora 3D: como funciona?

A impressão tridimensional ou Fused Deposition A impressão 3D, ou Fused Deposition Modeling ( FDM) (modelagem por fusão e depósito) é uma tecnologia aditiva, ou seja, há a adição de camadas sobrepostas. Cada peça é impressa camada por camada até ter o formato final. É importante ressaltar que para ser impresso em 3D é necessário que o objeto seja desenvolvido em um computador.

Atualmente fornecemos Impressoras 3D para universidades, escolas, indústrias, empresas, governo, pesquisadores, médicos, engenheiros, arquiteto, dentistas, entre outros. As impressoras 3D atuais são muito potentes, e podem ser utilizadas para vários fins distintos, sendo umas maiores vantagens o custo e a velocidade das peças produzidas. Além disso, um dos pontos mais fortes das impressoras 3d é a precisão, o que garante um a segurança, visual e funcionalidade de uma peça. Outro benefício é a possibilidade de replicar a produção e compartilhar o design das peças, permitindo que vários locais de produção fabriquem as peças iguais!

Para criar um modelo tridimensional é preciso adicioná­lo ao software da impressora.

O designer de produto deve definir as dimensões da imagem. Este programa irá compilar os dados e projetar as várias camadas, para daí dar início a impressão. Neste momento, o injetor se aquece e suga um filete de plástico (a matéria prima). Este material é derretido, que deve ser injetado em uma base, que se movimenta em dois eixos e criando as camadas. O processo então é feito camada por camada, desta forma, ao fim de cada camada, outra se inicia até que o objeto fique totalmente pronto.

Tipos de impressão 3D

Como a impressora 3d tem diferentes funcionalidades, o que é possível devido às diferentes formas de impressão. Existem cinco técnicas utilizadas:

Fabricação com filamento fundido (FDM ou FFF)

Essa é a técnica mais popular, já que o custo é baixo, e é fácil de armazenar e usar. No entanto, não permite muitos detalhes nas peças, e em alguns casos pode demandar um suporte para a peça. O nome vem do material usado pela impressora, um filamento plástico que precisa ser fundido para criar o objeto.

Estereolitografia (SLA e DLP)

A técnica foi criada por Chuck Hull, criador da impressão 3D. Essa tecnologia veterana usa um laser na resina líquida (material de impressão). Com essa técnica, é comum que a peça precise de algum tratamento pós impressão – mecânico ou químico para retirar os resíduos. A qualidade do produto vale o investimento, é excelente para quem procura bom custo e benefício.

Sinterização Seletiva a Laser (SLS)

Entre os grandes trunfos da técnica é possibilidade de usar diversos material, como o nylon. O que é possível pois o equipamento funde pequenas partilhas em pequenas partículas de um material em pó , o que forma as camadas de uma peça. Claro que essa possibilidade tem um custo alto de material, que é compensado pela alta qualidade resistência do objeto.

Sinterização Direta de Metal a Laser (DMLS)

Esse tipo de equipamento utiliza como matéria prima metais, logo, precisa de um laser que consiga fundir as partículas desse material, e assim formar as camadas de cada peça. O principal benefício deste método é a capacidade de produzir objetos de alta complexidades, que não podem ser feitas em modelos tradicionais. Todavia, o custo é altíssimo.


Qual o preço de uma impressora 3d?

A tecnologia de impressão 3D tem avançado muito, e por isso mesmo, os fabricantes oferecem cada vez mais opções para os consumidores, com desempenho e preços muito variados.

Como já falamos, as impressoras 3D têm tecnologias, qualidade, materiais, tamanho e funcionalidade de impressão diferentes, por isso seu preço varia muito, assim como carros. No Brasil, bem como no mundo, a impressão 3D (FDM) é a tecnologia mais vendida, de fato domina 70% do mercado mundial.


Qual o tempo para impressão 3D?

O tempo pode variar bastantes para a impressão 3D, o que depende de vários fatores. Abaixo são o que altera o tempo de produção:

  1.  Tamanho: O tempo de impressão está diretamente ligado ao tamanho da peça.
  2. Preenchimento: O mesmo vale para o preenchimento, quanto mais preenchimento, mais tempo de impressão.
  3. Resolução de camada: Quanto mais finas forem as camadas, mas lenta será a impressão, pois elas garantem uma impressão com uma maior qualidade superficial.
  4. Desenho da peça: Quando mais linear e simples for o designer da peça, mais rápido ela será impressa. Peças com muitos detalhes e curvas diminuem a velocidade do equipamento.

De fato, ao configurar um projeto no software de impressão, normalmente, há uma estimativa do tempo de produção. Mas lembre­se que o modelo, marca e tecnologia da impressora 3D também influenciam diretamente neste tempo.

Ao configurar o projeto no software de fatiamento, antes da impressão, você normalmente consegue visualizar a estimativa de tempo de impressão.


Quais os principais materiais utilizados na impressão 3D?

Listamos, a seguir, os principais materiais para a impressão de modelos tridimensionais:

Papel
Plástico
Metais
Borracha
Vidro
Resinas
Cerâmica.

Os plásticos sintéticos são a matéria-prima mais comum, principalmente para impressoras que utilizam filamentos para compor as camadas dos objetos.

Ácido polilático biodegradável, acrilonitrila butadieno estireno e poliamidas (como o nylon) são exemplos de plásticos popularmente usados na impressão 3D.


Uso de impressão 3D na indústria

A tecnologia de impressão 3D tem revolucionado a indústria, especialmente no que se refere a criação de protótipos, que podem ser produzidos com muito mais velocidade e precisão a partir dessa ferramenta. Antes disso, para se produzir um protótipo, a peça deveria ser moldada manualmente a fim de se obter uma matriz, o que demandava tempo e abria brechas para muitos erros. Essas máquinas de impressão 3D também oferecem a possibilidade de se fabricar peças ou produtos sob medida, diretamente para o cliente final.


Impressão 3D na Indústria 4.0

O uso da impressão 3D na indústria é uma das fortes tendências da revolução industrial que está em andamento – a Indústria 4.0. É uma ferramenta importante, até mesmo essencial, na transformação do cenário industrial. A impressão 3D permite reduzir custos e ajuda a diminuir o tempo gasto na produção, além de minimizar significativamente possíveis falhas no processo.