Produtos

Impressoras 3D

Impressoras 3D: FDM, DLP, SLA e SLS.

Muito mais que máquinas, elas fazem parte da sua equipe. Confira nosso portfólio com equipamentos que mudarão o fluxo de serviços do seu negócio, trazendo otimização de processos, redução de custos e muito mais.

Ultimaker S3

brand

A nova Ultimaker S3 oferece desempenho de alta qualidade, pronto para compósitos – tudo com eficiência a partir do seu desktop.

Conheça já

Ultimaker S5

brand

Descubra a impressora 3D de mesa fácil de usar, com um grande volume de construção que fornece peças precisas e de nível industrial, repetidas vezes.

Conheça já

Ultimaker S5 Pro Bundle

brand

A Ultimaker S5 Pro Bundle transforma seu fluxo de trabalho de impressão 3D – com manuseio automático de material, filtragem eficiente do ar e controle de umidade do filamento.

Conheça já
Impressora 3D Form 3 Formlabs

Form 3

brand

Impressora 3D SLA desktop conhecida pela qualidade a nível industrial, com grande variedade de materiais resistentes.

Conheça já

ZMorph VX

brand

Impressora 3D FDM conhecida pelas inúmeras funções, desde a manufatura aditiva até gravação a laser.

Conheça já

XYZ Da Vinci PRO 1.0

brand

Impressora 3D de classe profissional que oferece suporte à impressão com filamento plástico de terceiros.

Conheça já

A impressão tridimensional ou Fused Deposition A impressão 3D, ou Fused Deposition Modeling ( FDM) (modelagem por fusão e depósito) é uma tecnologia aditiva, ou seja, há a adição de camadas sobrepostas. Cada peça é impressa camada por camada até ter o formato final. É importante ressaltar que para ser impresso em 3D é necessário que o objeto seja desenvolvido em um computador.
Atualmente fornecemos Impressoras 3D para universidades, escolas, indústrias, empresas, governo, pesquisadores, médicos, engenheiros, arquiteto, dentistas, entre outros.
As impressoras 3D atuais são muito potentes, e podem ser utilizadas para vários fins distintos, sendo umas maiores vantagens o custo e a velocidade das peças produzidas. Além disso, um dos pontos mais fortes das impressoras 3d é a precisão, o que garante um a segurança, visual e funcionalidade de uma peça. Outro benefício é a possibilidade de replicar a produção e compartilhar o design das peças, permitindo que vários locais de produção fabriquem as peças iguais!
Para criar um modelo tridimensional é preciso adicioná­lo ao software da impressora. O designer de produto deve definir as dimensões da imagem. Este programa irá compilar os dados e projetar as várias camadas, para daí dar início a impressão. Neste momento, o injetor se aquece e suga um filete de plástico (a matéria prima). Este material é derretido, que deve ser injetado em uma base, que se movimenta em dois eixos e criando as camadas. O processo então é feito camada por camada, desta forma, ao fim de cada camada, outra se inicia até que o objeto fique totalmente pronto.

Como a impressora 3 d tem diferentes funcionalidades, o que é possível devido às diferentes formas de impressão. Existem cinco técnicas utilizadas:

Fabricação com filamento fundido (FDM ou FFF)

Essa é a técnica mais popular, já que o custo é baixo, e é fácil de armazenar e usar. No entanto, não permite muitos detalhes nas peças, e em alguns casos pode demandar um suporte para a peça. O nome vem do material usado pela impressora, um filamento plástico que precisa ser fundido para criar o objeto.

Estereolitografia (SLA e DLP)

A técnica foi criada por Chuck Hull, criador da impressão 3D. Essa tecnologia veterana usa um laser na resina líquida (material de impressão). Com essa técnica, é comum que a peça precise de algum tratamento pós impressão – mecânico ou químico para retirar os resíduos. A qualidade do produto vale o investimento, é excelente para quem procura bom custo e benefício.

Sinterização Seletiva a Laser (SLS)

Entre os grandes trunfos da técnica é possibilidade de usar diversos material, como o nylon. O que é possível pois o equipamento funde pequenas partilhas em pequenas partículas de um material em pó , o que forma as camadas de uma peça. Claro que essa possibilidade tem um custo alto de material, que é compensado pela alta qualidade resistência do objeto.

Sinterização Direta de Metal a Laser (DMLS)

Esse tipo de equipamento utiliza como matéria prima metais, logo, precisa de um laser que consiga fundir as partículas desse material, e assim formar as camadas de cada peça. O principal benefício deste método é a capacidade de produzir objetos de alta complexidades, que não podem ser feitas em modelos tradicionais. Todavia, o custo é altíssimo.

A tecnologia de impressão 3D tem avançado muito, e por isso mesmo, os fabricantes oferecem cada vez mais opções para os consumidores, com desempenho e preços muito variados.

Como já falamos, as impressoras 3D têm tecnologias, qualidade, materiais, tamanho e funcionalidade de impressão diferentes, por isso seu preço varia muito, assim como carros. No Brasil, bem como no mundo, a impressão 3D (FDM) é a tecnologia mais vendida, de fato domina 70% do mercado mundial.

O tempo pode variar bastantes para a impressão 3D, o que depende de vários fatores. Abaixo são o que altera o tempo de produção:

  1.  Tamanho: O tempo de impressão está diretamente ligado ao tamanho da peça.
  2. Preenchimento: O mesmo vale para o preenchimento, quanto mais preenchimento, mais tempo de impressão.
  3. Resolução de camada: Quanto mais finas forem as camadas, mas lenta será a impressão, pois elas garantem uma impressão com uma maior qualidade superficial.
  4. Desenho da peça: Quando mais linear e simples for o designer da peça, mais rápido ela será impressa. Peças com muitos detalhes e curvas diminuem a velocidade do equipamento.

De fato, ao configurar um projeto no software de impressão, normalmente, há uma estimativa do tempo de produção. Mas lembre­se que o modelo, marca e tecnologia da impressora 3D também influenciam diretamente neste tempo.

Ao configurar o projeto no software de fatiamento, antes da impressão, você normalmente consegue visualizar a estimativa de tempo de impressão.

Como já falamos, para imprimir seu protótipo é necessário um software para projetá­lo, pode ser software CAD (modelagem 3D) e depois enviar para o software de impressão 3D ( slicer).

Abaixo algumas dicas de softwares CAD pra a impressão e slicers:

Softwares para modelagem 3D

Autodesk Fusion 360

É uma nova plataforma, com grande parte ancorado. Outra vantagem é que esta aplicação além da modelagem 3D, oferece no mesmo ambiente montagens mecânicas, renderizações , análises de elementos finitos e CAM.

É importante destacar que muitos dos recursos gráficos complexos e de alto processamento , como renderizações e análises de elementos finitos, também podem ser processados em nuvem, desde modo, mesmo máquinas menos poderosas podem trabalhar com o software sem problema.

O Fusion 360 é indicado para modelagens mecânicas em geral e design de produtos, graças ao módulo de Free Form e Patch, que permitem maior liberdade de design em curvas avançadas. Não podemos nos esquecer como é excelente para imagens como plano de fundo, e a partir delas criar uma modelagem como referência ou até importar vetores em SVG como desenhos de trabalho, fazendo criação do modelo deste tipo de peça bastante mais fácil.

Os preços também são atrativos, nos EUA a assinatura mensal custa 40 dólares, e anual é de 300 dólares, um valor bem menor dos concorrentes, isso porque, essa é uma das estratégias da Autodesk para crescer e ganhar espaço no mercado. E o mais importante, é gratuito para uma parcela bastante grande de usuários: makers, hobbystas, estudantes e start­ups podem registrar­se para uma licença gratuita de 3 anos.

Interessou? Baixe uma licença experimental e use este link para ativá­la.

Pixologic ZBrush

O Zbrush é uma das escolhas mais populares entre profissionais animação, criação de personagens e formas orgânicas em geral. É consolidado no mercado, oferece soluções simples e poderosas, sendo utilizado tanto pelos os grandes estúdios de Hollywood até os amadores entusiastas.

A modelagem do ZBrush é semelhante a uma escultura digital. O designer pode remover ou adicionar materiais de forma livre, bem como gravar padrões sobre superfícies para criar efeitos.

A licença perpétua custa 795 dólares, e as versões estudantis oferecem bons descontos. Quer mais informações? Você pode ver mais sobre o software neste link.

Autodesk Meshmixer Um dos campeões de uso é o Meshmixer, que apesar de gratuito traz muitras funcionalidades. É capaz importar e analisar arquivos de formato STL, OBJ, etc e detectar erros de fechamento que impedem a boa impressão 3D. Além disso, tem funcionalidades para escultura (menos sofisticada que um ZBrush), tornar modelos ocos, segmentar malhas , adicionar textos e logos, separação e corte de modelos grandes e até combinações de adição e subtração de malhas.

Muitas vezes, o reparo da malha é feito de forma automática, evitando problemas que podemos ter na hora de imprimir. Outras vezes, especialmente nos casos de odontologia, é muito econômico fazer com que modelos sólidos sejam feitos ocos para economia de material de impressão chegando a economizar de até 60% da matéria prima.
O Meshmixer é gratuito e pode ser baixado pelo site oficial.

Tinkercad

Esse software é indicado para quem não tem experiência com modelagem, mas tem muitas ideias na cabeça, apesar de não ter muitas funcionalidades. É um software bem intuitivo e simples, é possível criar um modelo com poucos cliques. Além disso, é gratuito e fica armazenado em nível, só são necessários um navegador e uma conta para começar a projetar. Quando acessar a primeira vez, você terá um pequeno tutorial sobre comandos e interfaces.